Joubert: de Les Cayes para o Lajedo

Quem vai inaugurar a seção Perfil do blog é Joubert Alerte, nosso único colaborador de nacionalidade diferente. Haitiano, 28 anos, sorriso aberto, conquista a todos com sua simpatia e sua arte.

O caminho de Les Cayes, sul do Haiti, ao Rio de Janeiro foi árduo: começou no triste terremoto de 2010. Seu irmão, Jac-sone, atendente do Programa Universitário Lajedo, nos pediu à época para ajudar seu país e, em solidariedade, abrimos uma vaga para Joubert no nosso quadro de funcionários. Só que desconhecíamos as dificuldades de fazer a contratação de um estrangeiro. Todo o processo foi bem demorado: durou cerca de um ano. Mas valeu a pena a espera: ganhamos um excelente colaborador, querido por todos.

Há quanto tempo você está no Brasil?
Desde abril de 2011.

Teve dificuldades de adaptação?
Não, no Haiti é que estava difícil. Aqui é melhor. Eu moro com meu irmão que já fazia intercâmbio na UFRJ. Isso facilitou. Só demorei um pouco para aprender a língua, mas já consigo conversar bem.

O que fazia no Haiti?
Era pintor, artesão e fazia coroas de flores para a igreja, mas com flores artificiais.

Foi contratado para que função no Lajedo?
Fui contratado como florista.

Como é o seu trabalho?
Faço os arranjos para as festas mas antes separo o material e organizo a área de produção. Ajudo também na montagem e desmontagem dos eventos.

Quando cheguei não conhecia as técnicas do serviço e a equipe me ensinou muito. Adorei trabalhar com flores naturais e com o tempo fui aprendendo o nome e o jeito certo de lidar com todas elas. As minhas preferidas são as rosas. Além de produzir, agora já crio diferentes tipos de arranjos e todos elogiam.

Quais os seus planos para o futuro?
Gosto muito de ser florista e de trabalhar no Lajedo. Vou me aperfeiçoar ainda mais aqui. E quero continuar a pintar a natureza também. Vários colegas têm meus quadros em frente à sua mesa de trabalho. Todos apreciam minhas pinturas, o que me deixa muito feliz.

Arranjo criado por Joubert decorando o showroom de móveis Lajedo
Quadro exposto na sala dos consultores Lajedo: Haiti e natureza sempre presentes
Uma das pinturas mais queridas de Joubert lembra as paisagens do seu país

 

Compartilhe este post

Comentários

Uma resposta

  1. Que lindoooooo! Parabéns Lajedo pela contratação e Joubert pelo belo talento.

    Grande beijo em todos.

    Karina Souza.

Pesquisar
Seguimos
Receba nossas notícias